Práticas integrativas: a importância dos cursos de terapias japonesas

práticas integrativas: acupuntura

As práticas integrativas são recursos terapêuticos que têm o objetivo de prevenir doenças e recuperar a saúde. 

Muitas delas são, inclusive, adotadas pelo SUS, como complemento aos tratamentos tradicionais da medicina ocidental. 

Sabe aquela dor na coluna que aparece depois de um dia cansativo e insiste em ficar a semana inteira? Ou aquela sensação estressante que faz parecer que carregamos o peso do mundo nas costas? As Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) ajudam a aliviar esses sintomas.

Se você se interessa pelo ramo, saiba que não precisa ser apenas um paciente que aproveita os benefícios das PICS. É possível ser um profissional especializado nesse ramo da área da Saúde e ajudar centenas de pessoas a terem mais qualidade de vida.

E o melhor: o uso dessas práticas que auxiliam as terapias convencionais está crescendo no Brasil e há oportunidades na rede de saúde pública e privada.

Muitas terapias orientais são parte desse time, saiba quais e como você pode se capacitar e oferecer essas terapias a seus pacientes. Saiba mais!

O que são Práticas Integrativas e Complementares?

Em termos simples, as PICS são práticas e terapias que complementam as terapias convencionais, ajudando a restaurar o equilíbrio físico, mental, emocional e espiritual.

Trata-se de práticas indicadas para complementar os tratamentos de saúde convencionais. Elas também são conhecidas por outras denominações, como terapias holísticas ou medicina alternativa e oriental. Todas elas buscam tratar a saúde de forma integral. 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconhece os benefícios das práticas integrativas. Por fim, as Práticas Integrativas e Complementares não tratam apenas sintomas físicos, elas oferecem bem-estar e qualidade de vida. Nesse sentido, os tratamentos são baseados em cuidados tradicionais ou paliativos, como prevenção. 

O que faz um profissional de Práticas Integrativas e Complementares?

O profissional que trabalha com PICS tem como foco promover a saúde. Ele atua no bem-estar do paciente, usando produtos, técnicas e equipamentos que ajudam a restabelecer o equilíbrio emocional, mental, espiritual e físico.

Logo, o profissional que atua nesse ramo age preventivamente, orientando as pessoas para saberem se cuidar, se conhecer e lidar adequadamente com suas dificuldades e sofrimentos.

A demanda no Sistema Único de Saúde (SUS) está crescendo devido aos benefícios gerados pela prevenção de doenças com as Práticas Integrativas e Complementares. Você certamente encontrará concursos públicos para ocupar vagas nesse ramo.

Também é possível trabalhar em clínicas e hospitais privados. Diversas unidades da rede particular usam as PICS.

Quais terapias que fazem parte das práticas integrativas que você pode cursar na Kangendô?

Reiki

Prática terapêutica que utiliza a imposição das mãos para canalização da energia vital visando promover o equilíbrio energético, necessário ao bem-estar físico e mental. 

Busca fortalecer os locais onde se encontram bloqueios – “nós energéticos” – eliminando as toxinas, equilibrando o pleno funcionamento celular, e restabelecendo o fluxo de energia vital – Qi. 

A prática do Reiki responde perfeitamente aos novos paradigmas de atenção em saúde, que incluem dimensões da consciência, do corpo e das emoções.

Acupuntura

Difundida por todos os continentes, a Acupuntura Japonesa promove a recuperação do organismo de forma quase que imediata, pois remove os bloqueios energéticos, gerando assim a restauração do fluxo vital do corpo.

Na visão da medicina oriental, as energias bloqueadas são as responsáveis pelo surgimento de patologias diversas, que vão desde dores às doenças autoimunes e/ou degenerativas. Através da Acupuntura Japonesa é possível identificar de forma eficaz os padrões de desequilíbrio do indivíduo, com técnicas de diagnóstico específicas, que se diferem das aplicadas pelos chineses.

O que acha de se preparar e ser um profissional completo, oferecendo as práticas integrativas na saúde pública e privada. É um campo em crescimento, pois a procura por esse tipo de atendimento aumenta a cada ano. 

Quer saber mais? Visite nosso site. E acompanhe nosso blog, que tem bastante conteúdo interessante!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Artigos:

Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nosso site e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo nosso site, você autoriza a Kangendo a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.